Translate

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Aquela mulher


Aquela mulher judia
judia de mim
com a sua agonia
muda no jardim,
por seu olhar amargo
de desespero
sem fim...

Aquela mulher judia
judia de mim
pelo modo como vive
sem liberdade, enfim,
por ter que sempre se explicar
pelo que fez ou não fez -
tim-tim por tim-tim.

Aquela mulher judia
judia de mim
por ter que suportar o peso
de uma convenção imposta
- mesmo que ruim -
e ter que achar bom
sobreviver assim.

Aquela mulher judia
judia de mim
por sua beleza escondida
em seu traje chinfrim
e pelo modo como encara
a própria desgraça
com alma de querubim.

Aquela mulher judia
judia de mim
pelo jeito como desfila
tal qual uma manequim
na passarela do meus sonhos,
com seu perfume de jasmim
embalando meus neurônios ...








Postar um comentário