segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Na sala de espera


Naquela
sala de espera
ela
segurava
uma caixa dourada.

Dentro:
memórias
num livro
de páginas
rasgadas
e uma tesoura
prateada
para passar
uma borracha
no passado
que agora
se resumia
a quase
nada...

Na lembrança,
no amanhã,
a incerteza...

Naquela
sala de espera
ela
esperava
alguém
que nem
sequer
notava
a mulher
notável
que era...


Postar um comentário

A Poesia

A Poesia é uma menina de alma pura e cristalina; que brinca à luz do dia e à noite toma Ritalina. Nem sempre faz rima, aliás,...